Relacionamentos Amorosos Atuais

sexta-feira, 26 de maio de 2017
Imagem de Alondra Chavez

Gente, nos últimos dias vinha tentando imaginar um bom tema a discorrer neste blog. Após pensar bastante, me veio a mente algo sobre relacionamentos amorosos modernos. Parei, analisei e decidi mesmo sentindo que posso ferir a consciência ou opinião de outrem sobre o assunto, expor minha opinião a respeito do que realmente penso. Por isso, peço licença a todos os meus leitores para abrir meu coração e meu pensamento sobre o que vem acontecendo nos relacionamentos amorosos atuais.

Para abreviar o que vamos tratar aqui, queria fazer menção de como nesta geração alguns valores e pensamentos mudaram em questão de algumas décadas. Para algumas pessoas que  estão acompanhando este texto desde o início, já existe uma conotação ou prévio julgamento do tipo: Ih, lá vem a opinião de mais uma daquelas pessoas lunáticas, caretas. Bom, isso não importa. Sei que de repente não posso agradar a todos, mas tenho certeza que algumas pessoas podem pensar do mesmo jeito que eu.

Gente, nossa sociedade a cada dia está perdendo nossos valores. E isso inclui os relacionamentos, hoje é normal viver como casados no namoro, nossa sociedade respira sexo, nossas crianças estão crescendo antes do tempo, elas não estão tendo mais infância, o que certamente irá gerar problemas em seus relacionamentos futuros. Hoje a moda é namorar com homem ou mulher. Você poder ser homo, bi, tran, o que você quiser. O que está parecendo anormal é você ser hétero.



Se você casar virgem, você está fora da moda. Tudo isso está tornando as pessoas mais irresponsáveis, sujeitas a manipular e serem manipuladas como mero objetos. Por isso há tantas mães adolescentes solteiras, tantas crianças sendo criados pelos avós ou mesmo por parentes, que certamente não teriam ou a eles não competem tanto domínio, como se fossem os legítimos pais. Nossa sociedade alarma para a desordem familiar, o caos na base da família e o envolvimento dos jovens com as drogas e a violência por conta desta imaturidade com os relacionamentos.


São pessoas que se casam hoje não duas ou três vezes, mas normalmente cinco, seis ou sete vezes. Casamentos descartáveis, falta de amor, falta de paciência, falta de coerência e perseverança na maioria das vezes. A gente se pergunta, quando há Deus em nossos relacionamentos as vezes há tantas dificuldades, imagina se não houver Ele por nós. Que cada um de nós possamos refletir e convidar Deus para estar em nosso namoro, casamento e relacionamento para com o próximo, resgatando aquilo que se perdeu. O egoísmo e a busca excessiva pelo prazer instantâneo está tornando nosso mundo um caos. Faça uma análise de como você pode fazer a sua parte para tentar dar uma luz ao planeta. A terra pede socorro!

Daniele

9 comentários

  1. Tudo é questão de escolha, acho que acima de tudo se você seguir com as suas verdades nada do mundo externo te afeta.
    Os relacionamentos de hoje em dia estão muito rápidos e líquidos
    Beijos
    http://lolamantovani.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oii Dani ! Eu concordo plenamente com você em relação aos relacionamentos, sexo e as crianças de hoje em dia. Tenho reparado muito nisso e que muitos acham normal e coisas de evolução dos homens...
    Triste realidade.

    www.chaeamor.com

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que na questão é cada um seguir a sua vida. Sabe, mutias pessoas se preocupam muito com outras e não consigo mesmas. Acho que quando isso acabar as coisas vão melhorar
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Bom, vamos lá. Eu tenho 23 anos, fui mãe aos 21, vivo com meu noivo a quatro. Não somos casados. Temos um filho lindo que vive em um lar cheio de amor. Ensinamos valores a ele, como por exemplo a dividir o que temos, ermos gratos pela nossa vida e coisas assim. Ele é uma criança muito feliz, que brinca o dia todo e que é incentivado a ser criança. Meu noivo não foi meu parceiro sexual. E eu não fui a primeira parceira dele. Aprendi a não me arrepender das minhas escolhas no passado porque foram elas que me moldaram para eu ser quem sou hoje. Venho de uma família católica, acredito que existe Algo maior que nós no universo. Fui ensinada que o amor deveria ser a religião de todos.
    Não somos uma família tradicional. Alguns diriam até que somos meio disfuncionais, mas eu discordo. Em muitas famílias onde existe um pai, uma mãe e filhos, casados e tudo devidamente registrado pela vontade dos homens, não existe uma atmosfera de amor e compreensão quanto em minha casa. Queremos nos casar sim, mas como uma vontade nossa de celebrar nosso amor, e não como uma obrigação.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  5. Dani, eu discordo de vários pontos do seu texto. Inclusive acho que GRAÇAS estamos num tempo em que as pessoas podem ser elas mesmas. Na verdade, basicamente só concordo com você no problema da pedofilia e das crianças estarem expostas a sexualidade de maneira invasiva e de certa maneira, antes do tempo e de forma errada.. :/ Mas vale a discussão.


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  6. Oi, como vai? Gostei muito do tema do seu texto e concordo com boa parte dele. Eu acho que esse negócio de casar virgem só serviu para os nossos antepassados e para aqueles que ainda seguem as doutrinas religiosas com vigor. É normal que a sociedade tenha evoluído nesse quesito, o que não quer dizer que sejam para melhor.
    Eu acho que a moda agora é ser indiferente e praticar o desapego. Isso me incomoda muito porque muitas pessoas ainda querem ter uma relação série e que dê frutos como casamento, filhos e etc, mas metade da população está preocupada em ridicularizar os sentimentos dos outros, passar por cima deles e fingir que nada os afeta. A maioria dos casais de hoje amam por amar, não porque realmente sentem algo puro e verdadeiro por aquela pessoa.
    Eu ainda sonho com o dia que encontrarei a pessoa ideal para mim, para que eu construa uma família, mas do jeito que as pessoas estão hoje, acho muito difícil.
    Beijo!
    Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  7. Oie Dani =)

    Acho que o grande problema de hoje é a banalização de tudo, sabe? Banalizaram o amor e os relacionamentos de tal forma que acabou se perdendo um pouco o respeito pelo próximo e principalmente por si mesmo.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  8. Olá Daniele! Joia?

    Uma "coisa" que está aberta a toda multidão, enxergar, mas, simplesmente abandonaram os olhos diante da verdade. Século XXI, virou pra boca dos jovens, querendo viver o que tomou o afeto de muitos, não digo posição, pois mesmo que esteja alto essa questão em nosso tempo, a posição é o meu Deus, que há de trabalhar de forma maravilhosa.

    Mas, como seres-humanos acende em nós essa maneira de observar e a tristeza invadir pelo que conhecemos, filho em adolescentes, casamentos de 1 ano, relação aos 10, abusos... enfim, percebo que tenho caminho em pensamentos bem habituais aos teus.
    Mas, aqueles que tem ouvido para ouvir e boca para falar, acenda a verdade, pois a mentira está abundante.

    Abraços!
    Rabiscos Colorido

    ResponderExcluir
  9. Ooi ótimo texto, realmente hoje em dias o casamento ficou bem descartável, pois muitos não querer lutar pelo o mesmo... É triste.
    Beijos bom final de semana, obrigada pela visita
    http://bellapagina.blogspot.com.br
    Facebook: Bella Página

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.